Quanto mais jogos, menos tempo…

O que você faria se tivesse todos os jogos da sua infância a disposição e acaba tendo o desprezar de escolher algum para jogar e, na verdade, não acaba jogando nenhum? Este é o meu dilema nos dias de hoje!

SEGAAA!

Sonic 1... vendo... vendo e nada de começar o jogo!

DILEMA

E que grande dilema o é! Impressionante ver o que faz a vontade na vida de um jogador. Eu sempre quis ter vários jogos do Mega Drive, e de outros sistemas também, para poder jogá-los como e quando quiser, mas, antes da emulação, nunca iria ter a chance de tê-los na minha casa. Então tudo mudou graças a emulação e minha perdição, e tormento, começaram aí.

O meu PC é um verdadeiro Playstation, assim como muitos outros o são para os gamers que acompanham este blog. É aqui que eu passo boa parte da minha jogatina, indo de um jogo para outro e, mais além, indo para lugar nenhum, boa parte do tempo, isto é, não consigo finalizar muitos jogos por ano! Mas, alguns vão perguntar, porque isto te acontece? Eu respondo de uma maneira bem simples. TEMPO.

Faculdade, trabalho me tomam boa parte do tempo e o que me resta é descansar ou me deitar numa cama para assistir algum filme – outro problema grande meu devido a Banda Larga, maldita seja a GVT – para largar mão e dormir no meio do mesmo, e quando eu me sento para jogar algum game, quase nunca é de emulador, que, por aqui, são milhares de jogos para os mais diversos sistemas, indo desde o Atari, passando pelo Master System, indo para no Mega, Super Nintendo e 32X, seguindo pelo PSX e o Saturno, batendo as portas no DreamCast e até mesmo emulando um PS2 – mesmo que eu tenha um aqui e conto nos dedos os meses que eu não ligo ele… é, bem, 10 meses já -, então, o que não me falta é uma fartura na jogatina e aí que começam bem os problemas.

ESCOLHAS

Qual jogo eu devo me focar? Seria aquele Vectorman que eu nunca finalizei? Ou um Yoshi Island que joguei esporadicamente? Ou, ainda, Pitfall que sempre me frustrei em nunca jogar por completo? Que tal Nights ou Sonic CD? Qual é a escolha necessária para se fazer e jogar um game? Por onde eu começo e por onde termino? Sem contar os vários jogos de PC’s que eu andei pegando pela Steam – outro mal absurdo da facilidade que é a Internet – e acabo entrando em conflito comigo mesmo nas escolhas de um jogo novo ou de um antigo.

Atualmente estou jogando, só para ver como a coisa é dificil, Lost Planet 2, Crysis 2, Dead Space 2, Kingdom Hearts: Birth By Sleep, Kingdom Hearts: uma ruma de numero que eu nunca me lembro / 2 do DS, The World End With You e Vectorman, agora me perguntem qual deles eu estou me dedicando a finalizar? E olha que tem uns desses aí que eu comecei a quase um ano e até agora nada.

Sim, complexo...

Tento imaginar porque um jogo de nome complexo! PQ???

Destes aí, escolhi finalizar Dead Space 2, pois estava esperando por ele a muito tempo, mas, ainda assim, fui no vício de querer jogar outros games e acabei com a mão cheia de escolhas e tempo zero para poder usufruir estas.

Como eu devo escolher afinal?

ORGANIZAÇÃO

Sim, tudo depende da organização que você tem com o tempo para poder usufruir de maneira fortuita os jogos, coisas que, mesmo se alguém enfiasse no meu cérebro manuais de organização de tempo, não conseguiria jamais ser feito em momento hábil. Eu sei o quão fácil é isto e fico put& por não poder fazer isto a contento.

Mas fica algumas dicas aqui, para fazer o dito: “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço.”, para aqueles jogadores que estão com o mesmo problema que eu.

1 – Faça uma planilha em Excel, criando uma lista de IREI FINALIZAR com uns 5, 10 jogos no máximo, para jogar e finalizar e sempre que o fizer, marque em vermelho escarlate;
2 – Na mesma planilha, faça algo como IREI CONHECER, com os vários jogos dos múltiplos sistemas que você queria conhecer;
3 – Não baixe muitos jogos de uma só vez, caso sejam roms ou isos, ou comprar, sejam em formato digital ou físico, neste último você acaba gastando muito dinheiro a toa;
4 – Arranja-se um tempo, estude, assista um filme, namore, converse com os amigos, mas também tente arranjar um tempo na sua agenda lotada para jogar um game;
5 – Nunca, jamais, entre num RPG online MMORPG, isto vai acabar com todo o seu tempo disponível, se impossivel de não ter comprado, tente jogar moderadamente;
6 – Caso jogue online, jogos como Left 4 Dead ou StarCraft II, vide a dica acima;
7 – Se nada mais der certo, venda o seu console de ultima geração, dê o seu PC novo e pegue aquela coisa antiga e só vá jogar emulador de Atari.

Bom, é isso aí, o tempo me falta, mas gostaria de ajudar os meus colegas gamers a não terem o mesmo problema que eu! Até mais!

Anúncios

7 comentários em “Quanto mais jogos, menos tempo…

  1. Excelente… eu tive um problema assim na geração passado. Mas não foi por causa de tempo. Eu tinha um PS2 destravado e quase não consegui finalizar nenhum jogo. Como era fácil arrumar cópias dos jogos na internet, eu mau começava um jogo e já estava jogando outros pra ver como eram e acabava abandonando o primeiro… no final não terminava nenhum (só finalizei os mais famosos).

    Nessa geração eu peguei um Wii destravado e estava no mesmo caminho. Até que comprei um PS3 e não destravei. E foi a melhor coisa que eu fiz. Apesar de gastar com jogos, eu seleciono mais e, com isso, zero mais jogos. E acabei redescobrindo um prazer há muito tempo perdido.

  2. Sinto isso acontecer não apenas com videogames. A facilidade que a internet nos oferece em encontrar todo e qualquer tipo de conteúdo que desejemos faz com que os amantes da música, do cinema e, de forma mais limitada, até mesmo os bibliófilos (“ratos de biblioteca”) passem pela mesma angústia. É tanta coisa para ler, ver, ouvir, fazer que acabamos por ficar atônitos e não escolhamos nada.

    Lembro-me de ter aproveitado bem mais o meu Mega Drive e o Nintendo 64, ambos abastecidos na base de cartuchos originais, do que consoles com pirataria fácil como o Playstation 2 ou o Wii. Mesmo que o título em questão seja um clássico do naipe de Resident Evil 4 ou Okami, você acaba deixando o jogo pela metade ou sem nenhuma vontade de voltar à obra por conta disso (afinal, há mais clássicos não jogados na lista).

    Daniel, sua solução é radical (criar uma planilha do Excel!), mas pode acabar sendo uma boa ideia para nós, angustiados com o excessivo número de escolhas em tempos de modernidade líquida.

  3. Eu ultimamente não tenho tempo pra jogos, raramente eu jogo pra valer, então pego consoles que tem como gravar o jogo, por exemplo, estou jogando RE code veronica… eu jogo coisa de 30 min, salvo e vou fazer outras coisas… meu trabalho me esgota… quando chego em casa, só tenho animo pra dormir,rs….

  4. Tempo é realmente um dilema para todos nós, mulheres e homens modernos. Fazemos tudo ao contrário do ideal. Nos dedicamos ao estudo, trabalho, familiares e amigos, e nos esquecemos de nós mesmos.

    Quando criança, no ápice de minha jogatina, costumava jogar cerca de 16 horas por dia, mas hoje eu fico semanas e até meses sem jogar nada. O pior nisso tudo é que coleciono jogos (mediocremente, confesso), e é muito frustrante ver centenas de jogos e consoles encaixotados, sem uso.

    Desde o PlayStation 2 não sei o que são jogos piratas. Isso de certo modo tornou a minha jogatina bastante seletiva, e por outro lado joguei pouquíssimos jogos dessa plataforma em diante, pois não tinha o acesso dos que usufruem desses artigos ilegais. Era (e ainda é) constrangedor ver alguns jogadores falando que jogaram e ainda jogam centenas de jogos de PlayStation 2, Wii e Xbox 360 e eu ali sem ter o que comentar. Praticamente não vivi essa geração.

    Tenho um HD lotado de ROMs, mas como eu já citei, fico durante muito tempo sem jogar nada. Quando jogo é por poucos minutos, e são sempre jogos que já conheço, pois sei que desses eu vou tirar proveito de alguma forma. O save state se tornou meu grande aliado.

    Outro grande problema meu é a desorganização com os horários. Parece que sempre há algum empecilho que me impede de fazer o que queria. Eu até tentei organizar uma planilha como você citou, Daniel, mas os imprevistos acabaram com o esquema.

    Confesso que nunca apreciei tanto o ócio como agora.

  5. Bom, graças ao meu Dingoo, jogo emulado tem o seu momento, sim! Sempre no trânsito ou em filas, aguardando algo, saco o meu Dingoo, pego aquele game que estou jogando, dou load no meu save state e sigo em frente, rumo ao The End tão esperado! Agora, quanto aos jogos que vc tem em casa, é realmente um mar de opções, além de toda a concorrência que livros, filmes, You Tube, redes sociais e TV a cabo oferecem… Difícil!

  6. caixa do mega drive 3 (aquela versão que já vem a fita do sonic 2)?
    Eu consegui listar quase todos: aladdin, ecco, shinobi, sonic, baseball, jurassic park e joe montana.
    Falta só um mas eu não estou sabendo o nome dele…
    aqui um link com imagem: https://www.google.com.br/search?q=caixa+Mega+drive+III+com+*Sonic+the+hedgehog+2*&espv=2&biw=1366&bih=589&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwjD__TMmcLSAhXJiZAKHWs8CpwQ_AUIBigB#imgrc=cj15js8AtglzuM:
    Podem me ajudar?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s